Resistência à Mudanças

As metodologias ágeis enfrentam muitas resistências no mercado. Muitas vezes a resistência está em nós mesmos! 

Esse post causou uma boa polêmica e levantou vários pontos que o mercado utiliza para não adotar agilidade (Vejam os comentários aqui). Conheço o Fábio, e ele é um arquiteto de muitíssima competência com várias certificações e demonstra bem o que muitas empresas pensam a esse respeito. Porém uma opinião tem que ser formada quando se conhece bem os opostos. Muitas perguntas passam por nossa cabeça quando a gente depara com um novo paradigma, é normal!

Como estimar prazos em uma metodologia ágil? Como fica o contrato? Como garantir implementar funcionalidades dentro do escopo?

Um dos grandes ganhos da metodologia ágil com certeza é estimativa de prazos. O Scrum tem várias técnicas para estimar um prazo conciso. Mas como estimar? O Scrum tem o Planning Poker.

 

E se a estimativa falhar? É mais difícil isso acontecer pois os sprints (iterações) devem ser curtos, mas se acontecer o Scrum tem o Sprint Retrospective, Sprint Review. 

Como aprender com os erros? Sprint Backlog atualizado. Como manter o time auto-motivado? Daily Scrum. Como fazer códigos melhores? Pair Programming.

O assunto é muito rico. Tem muitos cursos bons no mercado. Para quem gosta de auto-estudo eu recomendo os livros:

 

Alguém já pensou nos problemas que a gente enfrenta. Sempre ouvimos a frase “Não reinventar a roda”.

Apenas mais um ditado que gosto muito:

“Um tolo erra e insiste no erro

Um inteligente aprende com os próprios erros

Um gênio aprende com os erros dos outros”

2 Respostas to “Resistência à Mudanças”

  1. Fabio Queiroz Says:

    As Metodologias Ágeis, realmente, ainda enfrentam muitas resistências no mercado pelos Clientes. Todo Cliente, com projetos grandes, procura fornecedores que tenham maturidade e garantam boas entregas. Não é atoa que grandes empresas investem em certificações CMMi e Mps.BR (Melhoria de Processo de Software Brasileiro) e grandes Clientes buscam fornecedores que tenham essas certificações.

    Essas metodologias são comumente implementadas e implantadas pelos fornecedores com base em RUP. Entendo que, enquanto essas certificações forem importantes para os Clientes e não agregarem Metologias Ágeis pelos fornecedores, a adoção de metologias como Scrum serão mais lentas.

    Particularmente, quanto mais simples, ágil, rápido, com QUALIDADE, MELHOR.

    “Kiss” = Keep it simple, stupid.

  2. Arnaldo Says:

    Excellentes artigos…Parabéns


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: